5 dicas para criar uma gestão de escalas eficiente no seu home care

5 dicas para criar uma gestão de escalas eficiente no seu home care
5 dicas para criar uma gestão de escalas eficiente no seu home care

Para uma empresa de home care garantir seu sucesso e uma operação que flua conforme as necessidades dos pacientes, uma gestão de escala eficiente é imprescindível. 

Como são muitos profissionais envolvidos, é importante que todos estejam em sintonia e compreendam seus papéis e responsabilidades

Problemas enfrentados pela má gestão de escalas

Conciliar disponibilidade, necessidades, horários entre os profissionais que atuam na sua empresa de home care é um grande desafio. 

Isso pode gerar muitos problemas, tanto de ordem financeira, como em relação à satisfação dos pacientes. 

Além disso, há a perda de tempo em entender onde está o gargalo da operação para poder solucioná-lo e também para encontrar profissionais disponíveis

O monitoramento e o acompanhamento dos profissionais também ficam comprometidos, afinal, sem uma escala organizada, podem surgir problemas na documentação das informações, gerando uma “bola de neve” de situações bagunçadas a serem resolvidas. 

Mas, é possível evitar esse problema na sua empresa: separamos 6 dicas para criar uma gestão de escalas eficiente no seu home care. Confira! 

Análise da demanda de atendimento

Antes de organizar a gestão de escala, é essencial ter claro qual a demanda atual da sua empresa de home care e, ainda, que nível é possível atingir com a operação que você tem.

Com o mapeamento dessa questão, você pode compreender o panorama atual da sua empresa de home care para, então, estruturar uma escala de cuidadores, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas e todos os profissionais envolvidos.

Essa análise permite ir além e ver o futuro da empresa, mensurando previamente qual o crescimento tangível mantendo a estrutura atual, bem como saber quais os pontos de investimentos em todos os campos para crescer ainda mais. 

Aqui, também pode-se considerar a sazonalidade da procura, entendendo que alguns períodos possuem uma busca maior pelos serviços, enquanto outros registram um decréscimo. 

Escolha um modelo de escala

Escalas de trabalho em empresas de home care podem ser variadas: para selecionar uma, como falamos anteriormente, também é preciso compreender seu processo e a disponibilidade da equipe. 

Em geral, trabalha-se com opções como 12×36 ou 24×48, mas, dependendo da forma de trabalho adotada pela empresa e das necessidades dos pacientes, pode-se encontrar também escalas de 5×1, 6×1, entre outras.

Vale lembrar que a opção escolhida precisa ter muito claro como funcionarão os revezamentos (se houver) e as folgas

A escolha da jornada de trabalho também precisa considerar os horários de pico de atendimento, sabendo que a disponibilidade de profissionais precisa ser maior nesses momentos. 

Observe as questões legais 

Observe as questões legais do home care

Assim como você precisa dos profissionais especializados de saúde, afinal são eles que sabem como proceder com cada paciente, na gestão da empresa de home care, também é necessário ter o apoio de um profissional de Recursos Humanos.

O RH tem clareza sobre as informações e questões legais que envolvem a gestão de escalas, conhecendo a legislação e pontuando o que é e o que não é permitido. 

Ter isso em mente na hora de definir as escalas dos cuidadores, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas e outros profissionais pode evitar diversos problemas futuros.  

Automatização de processos

Tarefas burocráticas que possam ser automatizadas representam ganhos financeiros e otimização de tempo para a empresa. 

Com a gestão de escala, não é diferente: contar com o apoio tecnológico na hora de definir, documentar e acompanhar o trabalho dos profissionais junto aos pacientes faz uma grande diferença. 

Além disso, essa automatização garante uma sintonia entre a equipe em tempo real, já que todos conseguem acompanhar possíveis imprevistos ou, mesmo, adiantar situações

Contar com profissionais extras

Imprevistos acontecem mesmo em uma gestão de escala eficiente! Então, é preciso estar precavido para que, quando ocorrerem, sejam solucionados o mais breve possível. 

Ao contrário do que se pensa, uma boa escala de trabalho em uma empresa de home care possui um plano B em caso de urgência. 

Assim, contar com médicos e enfermeiros que possam dar um suporte nestes casos também permite que o fluxo continue acontecendo normalmente, sem prejudicar o paciente.

Módulo de Gestão de Escala do SpinCare

Se a tecnologia pode te ajudar, com o SpinCare, você terá tudo que precisa para uma gestão de escala de sucesso.

Com menos complicação e mais eficiência, nosso módulo de Gestão de Escala faz a análise de perfil do profissional e do paciente, facilita as trocas e muito mais.

Clique aqui e confira como o Módulo de Gestão de Escala do SpinCare pode ajudar a sua empresa de home care!